quinta-feira, agosto 25, 2005

Brincadeira e aprendizagem

Gostei deste artigo do Hernani Dimantas, contando a gênese do projeto "Blogando na Primeira". Gostei da citação que ele faz do John Seely Brown. Pensamentos sobre as proximidades entre brincadeira/aprendizagem, sobre a urgência de abrir os braços e permitir novos toques, novas conexões, multiplicação de conhecimento.

"Brincar não é tudo, certo? Nossos dias exigem muito mais. Precisamos aprender a lidar com as ameaças do futuro. Mas aprender não significa deixar de brincar. Muito pelo contrário. Faz bem. O aprendizado tradicional baseado na dicotomia mestre e aluno já não tem mais apoio irrestrito da comunidade pedagógica. A internet, por sua vez, provoca a ruptura dos padrões tradicionais. O aprendizado se faz através de uma nova dinâmica. Estamos vivendo um momento onde ‘aprender e ensinar’ acontecem ao mesmo tempo. Pois o hiperlink vem subverter a hierarquia. Os tempos dos mestres, dos gurus, do saber centralizado está se intercambiando pela própria participação das pessoas na rede. Temos simplesmente que compreender que o conhecimento não pertence a ninguém. É livre para circular entre as pessoas.



Toda essa longa conversa nos remete, então, a uma conclusão óbvia. Podemos brincar, aprender, ensinar, ser e estar num ambiente de rede. E trabalhar? O trabalho passa por um processo de reestruturação ética. Domênico De Masi apresenta o ‘ócio criativo’ onde o trabalho e o lazer caminham na mesma direção. John Seely Brown diz ‘My interest here today is in looking at the notions of learning, working and playing in the digital age and how today's kids—growing up digital—might actually be quite different from what we might first think. But, more particularly, how by stepping back and looking at the forces and trends underlying the digital world, we may have a chance to create a new kind of learning matrix, one that I will call a learning ecology.*’ As mudanças estão na nossa cara. Podemos perceber que somente com a utilização do blog no processo de alfabetização a quantidade de material escrito é muito superior do que nos projetos tradicionais. É lógico que não podemos prescindir de uma ecologia do aprendizado. Esta foi a nossa premissa para que o projeto Blogando na Primeira tivesse no início uma base offline, caminhando lentamente para uma imersão online".



* John Seely Brown: Learning, Working & Playing in the Digital Age

2 Comments:

Anonymous hdhd said...

olá Starobinas, valeu o link. achei muito legal que vc gostou do artigo e do projeto. bjs, dimantas

9:26 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

intiresno muito, obrigado

10:33 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Get Free Shots from Snap.com/html>