segunda-feira, abril 21, 2008

Observando tendências

Quando a gente começa a ver algo acontecer com uma certa frequência, parece que isso é sinal de algo que está se tornando - ou quer se tornar - uma tendência.
Recentemente, vi duas revistas (uma online outra em papel) sobre blogs.Ler blogs em revistas? O Sérgio me explicou que as pesquisas dizem que uma porção pequena dos internautas lêem blogs, e que estas publicações são voltadas à difundir o universo da blogosfera entre os não iniciados. Entendo, e posso compreender a iniciativa.
São duas publicações diferentes:
A OFFLINE (que possui uma versão online, aliás com matérias só nesse meio) é distribuídas nas faculdades de São Paulo. Tem um apelo forte para a publicidade, pois atinge um público de bom poder aquisitivo. A diagramação é divertida: a revista é horizontal, como se fosse um caledário, remetendo à tela do micro. Tudo lembra a internet, os ícones, os textos curtos, muita participação de redatores recrutados entre os próprios alunos. As matérias são variadas: fala-se de tecnologia, mas também de vida cultural em SP, há entrevistas com professores universitários, matérias sobre comportamento. Há uma editora por trás. É uma aposta na velha e boa familiaridade para cacifar o sucesso.
A Feed-se (ê nominho infame) se apresenta como "o primeiro agregador de feeds em revista". Achei curioso, quem quer feeds escolhidos por terceiros? A revista é uma reunião de artigos sobre aspectos variados da blogosfera. Entrevista com blogueiros famosos, muita informação sobre as estratégias de uso do Google Adsense, etc. Foi anunciada como revista em papel e paga, depois descobri que era parte de um 1 de abril, estratégia de marketing para fazer barulho. É acessível por download em PDF, e pelo que vi, produzida por um conjunto de blogueiros.
As iniciativas apoiam-se na clareza de que há uma grande força na Rede, e buscam angariar mais público a partir de formatos anteriores à mídia digital. A TV sabe fazer isso bem, estimular a curiosidade de seus espectadores em outras mídias.
A Offline aposta na identificação que o público universitário tem com a internet. A outra (desculpem, não vou ficar escrevendo esse nome muitas vezes), na idéia de que o usuário de internet ainda não conhece o caminho das pedras e vai achar confortável receber um "melhores momentos", selecionados por um grupo de blogueiros. Ou então acham que quem já conhece e se interessa por seus blogs gostaria de ler artigos mais longos sobre as atividades de seus autores, o que nem sempre tem lugar nas postagens.
Sendo revistas, elas mantêm o mesmo gênero do discurso de suas contrapartes impressas, proporcionando interação somente bidirecional (e mail para contato, fale conosco, participe) e mantendo de fora a modalidade de comunicação multipolar própria da blogosfera.

Etiquetas: , ,

7 Comments:

Anonymous Sérgio F. Lima said...

Opa Lilian!

Mudei seu feed de categoria! Estava em educativos, agora foi para essenciais :-)

Boa a sua análise! Dá pra perceber algumas coisas nas entrelinhas :-)

E legal descobrir a OFFLINE. não a conhecia!


abraços

10:27 da manhã  
Blogger Lilian said...

Puxa, que honra!
agora vou precisar fazer por merecer!
abço,
Lilian

6:28 da tarde  
Blogger lola aronovich said...

Oi, Lilian! Interessantes essas duas publicações. Nem sabia que existiam. Tudo isso de blog é novidade pra mim. Mas vc é doutoranda também? Quando termina? O meu, se tudo der certo e eu tomar vergonha e escrever a tese, será em maio ou junho do ano que vem. Vamos ver!

9:55 da tarde  
Blogger Lilian said...

Hm Lola, vamos ver se vc é novata mesmo... se ler esta resposta, escreva outra aqui no blog, ok?
Olha, entrego a tese daqui a três meses, se Deus ajudar, e daqui a 30 dias, se não ajudar...Não devia registrar isso em público, mas sabe como cheguei ao seu blog? Colocando no Google "escrever+tese"...rsrs
Tinha travado, fui atrás de inspiração!
E achei, seu blog é muito bem humorado. Ainda bem que vc caiu na rede!

7:49 da manhã  
Blogger Verônica Carvalho said...

Oi Lilian!
Gostei da dica .... estou explorando as revistas!!!

8:54 da tarde  
Blogger Lilian said...

Oi Verônica,
justo eu tinha lido textos do seu blog naquela coletânea que o Frederico criou!
vou adicionar aos meus feeds!
espero que ache coisas interessantes nas revistas!
abço

9:21 da tarde  
Blogger lola aronovich said...

Sou novata mesmo, Lilian! Nunca li tantos blogs na vida como agora. Não que eu esteja lendo muitos, mas antes não lia quase nenhum. Quer dizer que vc me encontrou digitando no Google "escrever tese"?! Essa é ótima! Acho que tudo bem falar as besteiras que a gente fala neste espaço da internet. Duvido que nossos orientadores nos leiam! Mas que maravilha, Lilian. Quer dizer que, daqui a um ou três meses, vc já vai ter terminado de escrever. Pra mim falta muito ainda. Não tenho quase nada escrito. Preciso voltar ao Brasil com uma primeira versão da tese escrita, segundo meu orientador. Isso é daqui a 3 meses, ou seja, sem chance. Ai, ai. Às vezes fico torcendo pra que os zumbis tomem conta, o mundo acabe, e aí eu não precise escrever a tese... Minha vida é um filme catástrofe!
www.escrevalolaescreva.blogspot.com

1:32 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Get Free Shots from Snap.com/html>