segunda-feira, setembro 15, 2008

Eça de Queiroz - um século XIX tão atual

Ando encantada com a leitura do A Cidade e as Serras, do Eça de Queiroz, por sugestão da minha colega Cristiane Siniscalchi. O livro descreve,com vivacidade, uma relação de fascínio e fastio de um abastado herdeiro português que vive de rendas em Paris. Fascínio pela infindável fruição cultural, a abundante produção de literatura e filosofia, o contato cada vez mais estreito com o que há de melhor em todos os cantos do planeta, o conforto de estar servido pelas mais variadas inovações tecnológicas, como a eletricidade, o fonógrafo, o telégrafo, enfim, o que havia de mais recente em invenções na Europa. Fastio, por que aos poucos o personagem vai mergulhando numa inapetência total frente à tanta fartura, insuficiente para trazer-lhe alguma mobilização existencial.
Como há muito não lia Eça de Queiroz, tinha me esquecido da qualidade de sua prosa, e agora igualmente me delicio com a própria literatura, com passagens antológicas, e com o paralelo que ela pode propiciar entre o final do XIX e o período que estamos vivendo.
Recomendo com veemência.

Etiquetas: , ,

3 Comments:

Anonymous Sérgio F. Lima said...

Anotado na minha lista de desejo realizáveis :-)

7:35 da manhã  
Blogger José Antonio Klaes Roig said...

Oi, Lilian. Indiquei teu blog ao premio dardos. Paasa em meu blog Letra Viva do Roig e pegue lá o selo da premiação e faça tb tuas indicações. Parabéns pelo trabalho, colega. Um abraço, Zé Roig.

8:42 da manhã  
Blogger Márcia Frota said...

Oi Lilian,

Acabei de indicar seu blog para o Prêmio DArdos. Um trabalho que vale 1000 no mundo dos blogs.

Parabéns

profª. Márcia Frota

10:35 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Get Free Shots from Snap.com/html>